segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Morre dona Maria Edite

Morreu aos 94 anos de idade, dona Maria Edite - fica a saudade e o exemplo - viúva Sandoval Martins, figura querida e estimada pelos seus familiares e por todos do Assu. Em sua homenagem, este blog transcreve um pouco da sua trajetória contada ao blog Serra de Luiz Gomes, escrita  por Cidinha Pascoal, conforme adiante

Fernando Fanfa Caldas


"Maria Edite Germano Martins, filha do Coronel Antônio Germano da Silveira e Antônia Fernandes da Silveira - D. Tonheira, nasceu no dia 29 de novembro de 1918, em Luiz Gomes, Rio Grande do Norte, cuja padroeira é Senhora Santana, tornando-se sua devota e participando anualmente das celebrações do dia da Padroeira - 26 de junho.

Sua mãe - D. Tonheira - teve quatorze filhos dos quais atingiram a vida adulta apenas quatro: Paulo, Maria Edite, Ir. Salvadora (Sinésia) e Auta. Hoje, somente ela está entre nós, alcançando a graça de completar 90 anos de vida, lúcida, saudável e feliz. Maria Edite teve como "mãe de leite" a Sra. Antônia Batalha, por cuja alma reza diariamente e que também foi babá de sua primeira filha - Sanedite.

Foi alfabetizada na Escolas Reunidas Coronel Fernandes na segunda metade da década de 20.

Nos anos 30 foi matriculada interna do Colégio Nossa Senhora das Vitórias em Assú, aonde veio a concluir o Curso Normal no ano de 1940. Naquele educandário fortaleceu a sua formação cristã, através dos ensinamentos das "Filhas do Amor Divino" e gozou da convivência das primeiras, amigas internas e externas, das quais guarda boas e felizes recordações.

Aos 22 anos, em 26 de julho de 1941, casou-se com Sandoval Martins de Paiva, cuja celebração ocorreu na cidade de Luiz Gomes, passando a residir na cidade de Assú, onde lá nasceram todos os seus seis filhos.

A decisão pelo matrimônio foi expressa e justuficada por Sandoval Martins através de carta endereçada aos seus pais (Celso Martins e Abigail) em 26 de junho de 1940 cujo teor continha:

"A senhorita com a qual pretendo realizar tão sério compromisso é filha do Sr. Antônio Germano tendo por nome "MARIA EDITE GERMANO" aliás, já conhecida pela prezada mana "Mundica". Fui, sou e serei um admirador incansável, pois a parte que observo em uma senhorita não é exclusivamente a riqueza e beleza; com mais afinco procuro ver seu comportamento, a sua honestidade, e enfim a sua conduta, elementos esses que poderão dar imposição a uma senhorita que se destina tomar a responsabilidade de um lar."

O seu comportamento eminentemente doméstico cumulou de leldade e caráter a formação dos seus filhos. Na convivência com a comunidade assuense foi madrinha de um número incontável dos filhos e filhas do Vale do Assu. Participou da vida social e religiosa da cidade do Assú, em todas as fases de seu desenvolvimento.

Mantém dentro de sua vida familiar um hábito de lazer e descontração de jogar gamão em companhia de familiares e quase sempre dominando a prima Corália que torna-se adversária, mas passadas os momentos das disputas, tudo retorna ao convívio amigo e alegre de sempre.

A primeira filha de Maria Edite chamava-se Sanedite, nasceu no dia 04 de julho de 1942, em Assú, que vindo ao mundo com muito carinho foi chamada à casa do PAI antes de completar 1 ano de idade. Na sequência vieram: José Edival, Maria Valdite, José Marival, José Sande e José Valmar, cujos nomes trazem a fusão dos nomes de Sandoval e Maria Edite, prática bastante aceita nas famílias nordestinas, que se imagina, seja para dar maior firmeza à união matrimonial. Todos nascidos em Assú, com formação inicial do Educandário Nossa Senhora das Vitórias, tendo Maria Edite participado ativamente do encaminhamento de todos os filhos que procriou, apoiado na presença constante, no respeito e na responsabilidade do seu marido - Sandoval.

Dessa prole (5 filhos) vieram 8 netos, 8 netas, 2 bisnetos e 2 bisnetas. Certamente, Maria Edidte percebia a todos e a cada um deles como expressou sua amiga Cidinha: "Os filhos, os filhos dos filhos e logo depois os filhos dos netos... É um rosário de sentimentos"...

Um ano após a partida de seu fiel marido para a morada eterna, Maria Edite decidiu vir morar em Natal no ano de 1999, hoje residindo no bairro do Tirol e partipando da vida familiar e religiosa de toda a sua família. Ela é hoje uma referência familiar dos Germano, Martins, Paiva, Vieira e Fernandes, do Alto Oeste Potiguar, que aqui se encontram ou estão representados.

Por isso tudo, promoveu essa reunião, orgulhosa e infinitamente agradecida à misericórdia de DEUS, que possibilita uma existência simples e honrada, mas totalmente dedicada a seus filhos, seus familiares e amigos."



Saudades! Sim... Talvez... e porque não?... 
Se o nosso sonho foi tão alto e forte. 
Que bem pensara vê-lo até à morte. 
Deslumbrar-me de luz o coração! 

Esquecer! Para quê?... Ah! como é vão!
Que tudo isso, Amor, nos não importe.
Se ele deixou beleza que conforte. 
Deve-nos ser sagrado como o pão! 

Quantas vezes, Amor, já te esqueci, 
Para mais doidamente me lembrar,
Mais doidamente me lembrar de ti!

E quem dera que fosse sempre assim: 
Quanto menos quisesse recordar.
Mais a saudade andasse presa a mim!

Florbela Espanca

Do Mural de Carlos Cunha
Saudades! Sim... Talvez... e porque não?... Se o nosso sonho foi tão alto e forte. Que bem pensara vê-lo até à morte. Deslumbrar-me de luz o coração! Esquecer! Para quê?... Ah! como é vão! Que tudo isso, Amor, nos não importe. Se ele deixou beleza que conforte. Deve-nos ser sagrado como o pão! Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti! E quem dera que fosse sempre assim: Quanto menos quisesse recordar. Mais a saudade andasse presa a mim!

Florbela Espanca

domingo, 30 de dezembro de 2012

O amor no meu amor sonhado é o bem mais cego na cegueira ardendo.

Caldas, poeta potiguar do Assu




Um novo ano de decisões certas

Sabemos que as palavras da mensagem abaixo calarão fundo em seu coração. E estimamos que essas mesmas palavras se cumpram em sua vida. Em cada dia, hora, minuto, segundo desse novo ano de 2013.
O tempo corre avassaladoramente. E a volta do Senhor e Salvador Jesus Cristo se avizinha. As provas são incontestes se nos depararmos com o que ocorre no mundo à nossa volta.
Temos que preservar a nossa fidelidade com Deus e mantermos nossa estabilidade emocional e espiritual. E nada melhor do que nos apegarmos mais e mais à Palavra de Deus que nos consola, conforta, estimula, incentiva, apoia e nos mantém firmes e inabaláveis.
Assim, esperamos que 2013 lhe reserve inúmeras oportunidades para ser grato ao Senhor pelas ocasiões em que pôde usufruir de Suas bênçãos e superar obstáculos.
Esperamos ainda uma vez mais contar com a benevolência e gentileza de sua pessoa em receber as mensagens que compartilhamos ao longo do ano. Representa muito para nós esse contato. Acredite nisto.

Clênio Falcão Lins Caldas

Um novo ano de decisões certas
"... esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim" (Filipenses 3:13).

Um jovem, com 32 anos, foi designado Presidente do banco. Ele jamais poderia imaginar que seria indicado para tal cargo, muito menos com aquela idade. Ele procurou o Presidente honorário da Diretoria e disse: "Sabe, acabei de ser designado Presidente. Eu estava me perguntando se você poderia me dar algum conselho". O homem idoso lhe disse apenas duas palavras: "Decisões certas!" O jovem esperava muito mais que isso e continuou: " Seu conselho é realmente útil e eu o aprecio muito, mas, poderia ser mais específico? Como eu posso tomar decisões certas?" O velho sábio respondeu simplesmente: "Experiência". O jovem então falou: "Bem, é exatamente por isso que estou aqui. Eu não tenho o tipo de experiência de que necessito. Como eu adquiro essa experiência?" A resposta veio imediatamente: "Decisões erradas!"

O novo ano está chegando e o Senhor nos designou para ocuparmos o cargo de vitoriosos e felizes. Este é o nosso grande propósito, o nosso maior anseio. Queremos um ano melhor, queremos harmonia em nossa casa e junto aos amigos, queremos realizar nossos sonhos, queremos alcançar a tão esperada felicidade. E como poderemos ter tudo isso? A resposta é simples: precisamos tomar decisões certas.

E como poderemos ter certeza de que tomaremos as decisões corretas? Buscando a experiência das decisões erradas do ano anterior. O Senhor estará ao nosso lado para nos mostrar onde erramos e qual a nova decisão a tomar. Se fomos precipitados em algum momento, buscaremos a orientação do Senhor para cada novo passo a dar. Se percorremos caminhos equivocados, deixaremos o Senhor nos conduzir pelos corretos. Se fomos negligentes e indiferentes à vontade de Deus, procuraremos colocar o Senhor Jesus em primeiro lugar. Se a nossa confiança esteve sempre em nós mesmos, exercitaremos a fé e reconheceremos que sem Cristo nada podemos fazer.

A experiência dos erros passados nos ajudarão a conquistar grandes vitórias e o novo ano será repleto de muita alegria e felicidade.

Jesus Cristo deve ser nosso Amigo inseparável, todos os dias. Dessa maneira, o novo ano será o melhor de toda a nossa vida.

Feliz Ano Novo para todos!

Pr. Paulo Roberto Barbosa (um cego na Internet)



CAMALEÃO DO VALE


Visite "O Cantinho do Camaleão", no final da Página R Esportes
http://www.paginaresportes.blogspot.com.br/
CAMALEÃO DO VALE
Visite "O Cantinho do Camaleão", no final da Página R Esportes
http://www.paginaresportes.blogspot.com.br/

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Postado em Hoje - 19:12 Ney Lopes Jr. garante que pendências do lixo foram resolvidas


Postado em  Hoje - 19:12


Frankie Marcone
Democrata conversou com população em frente à Prefeitura
Fábio Araújo / Da Redação Natal
O prefeito interino de Natal, Ney Lopes Júnior (DEM), estava numa reunião na Secretaria de Planejamento quando soube da manifestação em frente à Prefeitura contra a falta de coleta de lixo na cidade. Ele assumiu o mandato no final do ano e teve, no total, oito dias úteis no comando do Executivo.
Ney decidiu encarar de frente a situação. Foi até o local, desceu do carro, enfrentou xingamentos de alguns populares, mas fez sua voz ser ouvida. Relatou as providências que tomou nos últimos dias e garantiu que todas as pendências imediatas foram quitadas em relação ao lixo.
“Assumi o mandato de prefeito numa situação dramática, mas posso comunicar que coloquei as faturas do lixo em dia. Está tudo pago e enviado ao banco, com a exigência de que as empresas retomem o serviço imediatamente. Num esforço sobrehumano, consegui atender todas as reivindicações que me foram apresentadas”, disse à população.
Segundo ele, foram pagos R$ 5 milhões às quatro empresas responsáveis pela coleta de lixo. “Paguei os salários, o café da manhã dos garis, os sacos de lixo que estavam faltando e até os papa-lixos. A ação judicial da Urbana contra a Prefeitura perdeu, assim, o objeto”, afirmou.
Mesmo assim, devido ao enorme acúmulo de dejetos nas ruas, vai demorar um mês para que a situação se normalize. “Para cada dia sem coleta, demora dez para que o quadro volte ao normal. Mas garanto que as empresas estarão trabalhando com força total a partir desta sexta à noite”, afirmou.
Urbana
A Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) encaminhou essa tarde à Justiça do Estado do Rio Grande do Norte uma petição informando que a Prefeitura de Natal realizou hoje um repasse de R$ 4.703.000,00 (Quatro milhões setecentos e três mil) à Companhia para o pagamento das empresas terceirizadas. Com isso, a Urbana solicita da Justiça o bloqueio apenas da diferença do valor pedido anteriormente que foi de 5.002.000,00 (Cinco milhões e dois mil reais). A petição foi encaminhada ao plantão do judiciário da comarca de Natal. "A diretoria da Urbana agradece ao Prefeito Ney Júnior por todo o esforço empenhado no pagamento das empresas terceirizadas", diz a nota da Urbana.

Manifestantes despejam cerca de 2 toneladas de lixo em frente a Prefeitura


Publicação: 28/12/2012 16:46 Atualização: 28/12/2012 18:30
Sérgio Vilar, do DN Online

 (Sérgio Vilar/DN/D.A. Press)
Quase duas toneladas de lixo foram retiradas da frente da sede da Prefeitura de Natal na tarde desta sexta-feira (28). O carro de coleta da empresa Líder estacionou no local por mais de meia hora e foi alvo de ovos de alguns dos aproximados 50 manifestante. Eles protestaram contra o caos instalado na cidade - há uma semana sem coleta de lixo.
Desde as 15h sacolas eram jogadas na calçada do Palácio Felipe Camarão. A chamada #Marchadolixo foi um movimento organizado via redes sociais, sem mentores ou líderes. A notícia da mobilização se espalhou e a todo instante gentes de diferentes tipos e lugares depositavam seu protesto (lixo) em frente à Prefeitura, inclusive carroceiros.
Quatro viaturas do 1º Batalhão da Polícia Militar e uma viatura do Batalhão de Choque chegaram ao local por volta das 16h30, com oficiais munidos de metralhadoras para garantir a ordem. Oficiais da Guarda Municipal já protegiam a entrada da sede do executivo municipal e por pouco também não foram alvos dos ovos jogados na fachada do prédio.

 (Sérgio Vilar/DN/D.A. Press)
Guardas da Semob tentavam organizar o trânsito com a Rua Ulysses Caldas bloqueada. Uma equipe bloqueou a subida da rua Câmara Cascudo. Um dos "amarelinhos", postado em frente à Praça das Mães, orientava motoristas a desviarem do local. Uma pequena fileira de carros foi formada. Mas por volta das 17h o trânsito já começava a ser liberado.
Para a cabo Francineide, da Guarda Municipal, todo aquele tumulto formado pelos manifestantes em protesto poderia ser evitado. "O cheiro aí dentro (da sede da prefeitura) está insuportável. As atividades da empresa de coleta num voltaram ontem (quinta-feira)? Bastava ter recolhido esse lixo antes do movimento", reclamou.
Segundo o supervisor de coleta da empresa Líder, João Batista, de fato os funcionários retornaram ao trabalho na manhã de ontem (27), sob promessa de a empresa pagar o "décimo terceiro" e o vale alimentação, em atraso, até as 18h desta sexta-feira. Caso contrário, há possibilidade de nova paralisação.

 (Sérgio Vilar/DN/D.A. Press)
"Começamos a coleta por volta das 7h30 de hoje". Indagado se não seria estratégico à empresa retirar o lixo das redondezas da prefeitura para evitar o protesto, João Batista disse: "Tentamos isso, mas não deu tempo. Era muito lixo. Ainda sobrou para mais protesto. Só hoje já retiramos 100 toneladas de lixo. O carro chega, descarrega e sai de novo".
Quando o lixo já havia sido recolhido e a rua liberada, o prefeito de Natal, Ney Lopes Júnior foi ao local e conversou com a população. Não houve tumulto durante a manifestação.



Articulação Séria e Responsável Foi O Trunfo Usado Por Heliomar Pra Cosolidar Seu Nome Na Presidência do Legislativo Assuense


 
No inicio de novembro o blog travou uma conversa  franca com o vereador Heliomar e seu irmão empresário ceramista Helder Cortez Alves. 
Entre os pontos discutíveis, o principal foco foi a eleição da nova mesa diretora da Cãmara de Assu que se daria em 1º de Janeiro de 2.013. 

Tanto Heliomar quanto Helder, foram taxativos em afirmar, estamos na disputa pela presidência da casa sem atropelar pretensão de ninguém, vamos nos colocar com parte de um sistema que deseja servir ao Assu pelos méritos do nosso trabalho sem desmerecer a oportunidade de outros que desejem o cargo
.
Heliomar foi muito feliz quando disse que estava aberto a negociar com cada membro do seu sistema, discutindo o que fosse do interesse público, sem comprometer as finanças da Câmara nem gerar dificuldades pra o gestor Ivan Júnior. 

Tinha 4 mandatos pra ser avaliado e mais um conquistado no último pleito, já havia contribuido com o desejo de todos que presidiram o legislativo durante o seu exercicio parlamentar, suas pretensões eram de ordem natural, tinha ao longo dos anos se comportado como um politico de compromisso com o seu sistema, aceitou o desafio de defender na Câmara a gestão de Ivan Junior, como lider da bancada havia respeitado todos e feito a defesa do prefeito sem transigir da verdade dos fatos, sem medo de criticas adversas. 

Diante desta realidade e da exposição de motivos que tinha pra conversar com cada companheiro, acreditava piamente que seria compreendido pela maioria.

Moral da História, decorrido o tempo, chega-se a rodada final das conversações a respeito da escolha da presidência da casa e o que parece é que todas as resistências já foram superadas, o consenso do seu nome esta prevalecendo e com certeza será o escolhido pelos seus pares, pra comandar o biênio 2.013/2.014.

O blog atesta a maturidade politica dos herdeiros do saudoso Sebastião Alves Martins, fizeram uma articulação séria e responsável, articularam de forma sutil, sem alarde nem manchetes publicitárias pra conseguirem o objetivo planejado, a discrição e o respeito aos demais concorrentes foi o trunfo principal pra alcançarem a linha de chegada como vencedores do alvo pretendido.

AFONSO BEZERRA - O INTELECTUAL


Afonso de Ligório Bezerra. Nasceu no dia 09 de junho de 1907 na povoação de Carapebas, em Angicos, hoje município de Afonso Bezerra, uma homenagem ao referido escritor.
Afonso Bezerra fez as primeiras letras em Carapeba e o secundário no Colégio Marista e Ateneu, em Natal. Em 1928, entrou para a faculdade de Direito do Recife, destacando-se como excepcional aluno, havendo cursado até o 2º ano, quando retornou para Natal pelo agravamento do seu estado de saúde. Veio a falecer as 7h30m da manhã do dia 08 de março de 1930, um mês antes de completar 23 anos.
De formação eminentemente católica, Afonso Bezerra destacou-se da geração do seu tempo, pela sai inteligência e precocidade intelectual, publicando crônicas, poesias e principalmente contos na imprensa local e até no Rio de Janeiro.
Participou ainda de várias agremiações literárias e movimentos católicos publicando artigos em quase todos periódicos da capital potiguar. Foi brilhante orador e dramaturgo, deixando algumas peças escritas e publicadas.
Apesar da pouca idade, granjeou admiração dos círculos intelectuais do seu tempo que não valorizava os jovens, mas a maturidade intelectual, mas ainda que a erudição. Foi nesta base que se destacou Afonso Bezerra. Sua formação religiosa o fez erudito e se alguém tiver paciência de ler os jornais dos anos 20, vai encontrar muitas colaborações e textos de Afonso Bezerra.
Escreveu para si regras morais entre elas destacamos as cinco principais: 1) Não proceder com indiscrição e hipocrisia; 2) Não se acovardar ante os poderosos nem ser prepotente; 3) Tratar com moderação os mais humildes; 4) combater os preconceitos e, 5) Se impor pelos seus próprios atos.  
Termina suas regras morais elegendo três máximas: O valor nunca se abate. Ser homem é ser forte e viver é lutar.
Escreveu e publicou poucas poesias, mas seus contos, publicados na imprensa potiguar são de inigualáveis qualidades literárias. É considerado o primeiro contista do Rio Grande do Norte. Afonso Bezerra é o patrono da cadeira de nº 40 da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras.
Infelizmente, esse grande homem da cultural potiguar e que dá nome ao município de Afonso Bezerra morreu aos 22 anos de idade. E previu sua morte numa poesia:

SE EU MORRER MOÇO

Se eu vier a morrer em pleno gozo
Das ilusões que embala a mocidade
Eu não quero que chorem meu trespasse
É bastante a saudade.

Como escritor, deixou contos sertanejos, na linhagem de Afonso Arinos, alguns destes considerados peças antológicas. Sua obra foi enfeixada em livro, sob o título “Ensaios, Contos e Crônicas” (Editora Pongetti, Rio, 1967) graças ao escritor Manoel Rodrigues de Melo.

Fonte: fragmentos de texto de Manoel Onofre Júnior
400 Nomes de Natal – Natal, 2000.


quinta-feira, 27 de dezembro de 2012


‎"Já fui tantas entre fases.
Oh lua, única testemunha...
Nova em palavras,
Cheia por atitudes,
Hoje estou crescente,
Por certezas !!!"

G.Fernandes
"Já fui tantas entre fases.
Oh lua, única testemunha...
Nova em palavras,
Cheia por atitudes,
Hoje estou crescente,
Por certezas !!!"

G.Fernandes

Posse do prefeito reeleito do Assu Ivan Jr



Será no dia 1. de janeiro às 17.30h, a posse do prefeito (reeleito) Ivan Lopes Júnior  e do vice-prefeito Eurimar Nóbrega Leite. Solenidade que será realizada no plenário da Câmara Municipal do Assu - Palácio Ulisses Caldas, logo após a posse dos novos vereadores da terra assuense.



quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Prefeitura sem prefeito

Nessa vida atroz e dura
Tudo pode acontecer
Muito breve há de se ver
Prefeito sem prefeitura;
Vejo que alguém me censura
E não fica satisfeito
Porém, eu ando sem jeito,
Sem esperança e sem fé,
Por ver no meu Assaré
Prefeitura sem prefeito.

Por não ter literatura,
Nunca pude discernir
Se poderá existir
Prefeito sem prefeitura.
Porém, mesmo sem leitura,
Sem nenhum curso ter feito,
Eu conheço do direito
E sem lição de ninguém
Descobri onde é que tem
Prefeitura sem prefeito.

Ainda que alguém me diga
Que viu um mudo falando
Um elefante dançando
No lombo de uma formiga,
Não me causará intriga,
Escutarei com respeito,
Não mentiu este sujeito.
Muito mais barbaridade
É haver numa cidade
Prefeitura sem prefeito.

Não vou teimar com quem diz
Que viu ferro dar azeite,
Um avestruz dando leite
E pedra criar raiz,
Ema apanhar de perdiz
Um rio fora do leito,
Um aleijão sem defeito
E um morto declarar guerra,
Porque vejo em minha terra
Prefeitura sem prefeito.

Patativa do Assaré

Do Face de Carlos Cunha

(Do blog: Imagem da Prefeitura Municipal do Natal, Palácio Felipe Camarão, que ainda continua sem prefeito. Esperemos que volte a qualquer momento o vereador Ney Júnior).
Prefeitura sem prefeito

Nessa vida atroz e dura
Tudo pode acontecer
Muito breve há de se ver
Prefeito sem prefeitura;
Vejo que alguém me censura
E não fica satisfeito
Porém, eu ando sem jeito,
Sem esperança e sem fé,
Por ver no meu Assaré
Prefeitura sem prefeito.

Por não ter literatura,
Nunca pude discernir
Se poderá existir
Prefeito sem prefeitura.
Porém, mesmo sem leitura,
Sem nenhum curso ter feito,
Eu conheço do direito
E sem lição de ninguém
Descobri onde é que tem
Prefeitura sem prefeito.

Ainda que alguém me diga
Que viu um mudo falando
Um elefante dançando
No lombo de uma formiga,
Não me causará intriga,
Escutarei com respeito,
Não mentiu este sujeito.
Muito mais barbaridade
É haver numa cidade
Prefeitura sem prefeito.

Não vou teimar com quem diz
Que viu ferro dar azeite,
Um avestruz dando leite
E pedra criar raiz,
Ema apanhar de perdiz
Um rio fora do leito,
Um aleijão sem defeito
E um morto declarar guerra,
Porque vejo em minha terra
Prefeitura sem prefeito.

Patativa do Assaré


Onde te abraço?

Onde te abraço? – pergunto.
Nas noites alvas ou dentro dos sonhos?
Na curva côncava dos silêncios
Ou nas frígidas brisas do levante?
Onde te encontro
Se apenas o silêncio
Me responde com mais silêncio?

(Simples-mente)
[Emílio Miranda]
Onde te abraço?

Onde te abraço? – pergunto.
Nas noites alvas ou dentro dos sonhos?
Na curva côncava dos silêncios
Ou nas frígidas brisas do levante?
Onde te encontro
Se apenas o silêncio
Me responde com mais silêncio?

(Simples-mente)
[Emílio Miranda]

terça-feira, 25 de dezembro de 2012



Uma boa ideia da Design & Art.

ASSU sobe no Ranking da CBF


O Título estadual de 2009 e a...
A CBF divulga todo final de ano o ranking dos clubes Brasileiros; Em 2010 o ASSU estava na posição 350 com apenas 1 ponto, já no novo ranking divulgado este mês pela entidade maior do futebol Brasileiro, o Camaleão do Vale aparece na posição 195 com 150 pontos. O time Assuense ganhou 125 posições, parte deste crescimento foi que a CBF finalmente contabilizou o título do ASSU de Campeão estadual de 2009. Também foi levado em consideração a participação do Camaleão do Vale na Taça São Paulo de futebol Junior em 2012.
...Participação na Copinha ajudaram o ASSU no ranking da CBF

Confira a pontuação das equipes do Rio Grande do Norte no ranking da CBF:
30º - ABC: 4.690 pontos
38º - América-RN: 3.728 pontos
88º - Alecrim: 686
97º - Santa Cruz-RN: 584
118º - Baraúnas: 425
129º - Potiguar de Mossoró: 355
180º - Corintians-RN: 200
195º - ASSU: 150
195º - Potyguar: 150
Por: L. Filho com dados da CBF

Canto à Natal

Canto à Natal

Natal, Noiva do Sol,
Cidade Espacial.
Emoldurada pelo rio,
Lagoas e mar.
Natal tem ar puro
Pra gente respirar,
É generosa, bonita,
Têm dunas pra passear.
Natal é poesia, balada,
Noite agitada,
“Encanto do meu olhar.”
Ponta Negra, Costeira:
Lugar bom pra se amar.


Fernando Caldas

(Parabéns Natal, pelo seus 413 anos. Cidade que escolhi para viver parte da minha mocidade e vida adulta).

Imagem do rio Potengi se encontrando com o mar.
Natal, Noiva do Sol
Cheia de charme. Beleza
Da natureza. 
Emoldurada pelo rio,
Pelo mar.
Natal tem ar puro
Pra gente respirar,
Gente boa e bonita,
Dunas pra passear.
Natal é balada, poesia,
Noite agitada.
Lugar bom pra se amar.

Fernando Caldas
(Parabéns Natal, pelo seus 413 anos. Cidade que escolhi para viver parte da minha mocidade e vida adulta).

Imagem do rio Potengi se encontrando com o mar.


Não podes fazer florir uma árvore, mas podes plantá-la!
Mas quando florir até que ponto não poderás ser considerado responsável?

(Simples-mente)
[Emílio Miranda]
Não podes fazer florir uma árvore, mas podes plantá-la!
Mas quando florir até que ponto não poderás ser considerado responsável?

(Simples-mente)
[Emílio Miranda]

Nem a seca tira a beleza do Sertão



Neste fim de semana resolvi fazer uma viagem pelo interior do RN com o objetivo de fotografar os males causados pela seca. Sai de Natal as 6 horas da manhã do sábado, na companhia do parceiro Jailson Fernandes, paramos em Santa Cruz, São Bento do Trairi, Parelhas e Caicó e só chegamos de volta a Natal no finalzinho do domingo.

Os registros não foram somente de tristeza, o interior do RN é belo e no meio de toda sua fragilidade por causa da terrível seca, a gente encontra não só o belo, mas a demonstração da força e fé do sertanejo, seja na beleza dos templos religiosos, seja no Santuário de Santa Rita de Cássia em Santa Cruz ou mesma  na grande feira livre desta Cidade que movimenta economicamente, além de ser um grande atrativo para toda região e que atraem gente de longínquos lugares nos seus antiquados pau-de-arara. O belo está em todos os lugares, seja no verde da algaroba que não se fragiliza com a seca, seja no cantar dos galos de campina nos galhos secos da árvore que hiberna na esperança que a chuva chegue para novamente expor suas folhagem verde e bela.

Para amenizar o calor, seja andando a pé ou numa carroça só o guarda-chuvas ou a sombrinha colorida que até parece que da mais vida ao lugar num cenário onde casas já viraram ruínas  abandonadas por aqueles que foram em busca de vida melhor, muitas vezes na cidade grande.

A vida e a morte está sempre presente e é muito mais evidente nesta época. A vida demonstrada no nascimento do bezerro e a morte nas cruzes que ficam a beira da estrada ou nos restos dos animais mortos pela falta de alimento. Mas a esperança vem dos céus, tanto por sua beleza como pela fé extrema do homem do campo.

Se tem vidas, resta esperanças. Os galhos estão secos mais as árvores não mortas. Não é a seca ferrenha gerada pela falta de chuvas que vai tirar a esperança do sertanejo. Homem forte e sofredor, valente e de fé que enquanto a chuva não vem ele busca as mais sofridas formas para manter o seu gado vivo. Os que moram ao lado das barragens, que também já esvaziam por causa da estiagem, da evaporação e das comportas abertas, sofrem menos, pois ainda existe um reserva de capim e que a medida que a água dos açudes vai baixando ele vai plantando na margem ainda úmida.

A situação provocada pela seca se agrava a cada dia, mas a fé do sertanejo o mantem de pé e mesmo com os indícios que 2013 seja um ano de pouca chuva, ele continua esperançoso e não concebe a ideia de que o inverno não venha, pois a caos já chegou e mais um ano sem chuvas será não só um grande castigo dos céus, mas também uma catástrofe que trará prejuízos incalculáveis e mortais.

Do blog Fotojornalismo Canindé Soares

    Sei dos teus novos amores  Tudo timtim por timtim;  Dizes, que tal... e que não;  Eu sei, que tal... e que sim.  Sei que déste aos teus...