domingo, 20 de abril de 2014

Acordo,
de uma noite perdida nos teus braços
aquecida pelo fogo do teu amor.
Acordo de um lugar
onde o tempo não existe
e as horas não nos despertam.
Abro os olhos
e vejo marcas deixadas pelo desejo
no espaço que se estende ao meu lado.
Respiro a paixão
que o ar ainda não absorveu
de tão intensa.
Não quero levantar-me.
Nego-me a acordar
recuso-me a abandonar este sonho que ainda sinto na pele.
Que me preenche a insanidade dos desejos.
Recuso-me a colocar os pés no chão
a enfrentar a realidade que me espera.
Escondo-me nos meus sonhos
e esqueço que tenho um mundo furioso lá fora
que me devora a vontade de viver.
E fico perdida nos meus pensamentos
no calor dos meus sonhos
no aperto dos meus desejos.
Afago a almofada que foi tua.
E no limiar de realidade respiro e procuro
bem no fundo do meu ser uma força que quase se apaga.
É por este amor complicado e simples
escarpado de beleza que me despojo das minhas necessidades
para vestir a pele os teus desejos.
Este amor
assumiu toda a minha consciência
e a minha maneira de sentir, viver, sonhar.
Este amor profundo
que me atravessa os sentimentos
e me faz sentir viva.

Cristina Costa, poetisa lusitana
✽❣──────❀ღ✿────────•✤❥

Acordo, 
de uma noite perdida nos teus braços
aquecida pelo fogo do teu amor.

Acordo de um lugar 
onde o tempo não existe 
e as horas não nos despertam.

Abro os olhos 
e vejo marcas deixadas pelo desejo 
no espaço que se estende ao meu lado.

Respiro a paixão 
que o ar ainda não absorveu 
de tão intensa.

Não quero levantar-me.
Nego-me a acordar
recuso-me a abandonar este sonho que ainda sinto na pele.

Que me preenche a insanidade dos desejos.
Recuso-me a colocar os pés no chão
a enfrentar a realidade que me espera.

Escondo-me nos meus sonhos
e esqueço que tenho um mundo furioso lá fora 
que me devora a vontade de viver.

E fico perdida nos meus pensamentos
no calor dos meus sonhos
no aperto dos meus desejos.

Afago a almofada que foi tua.
E no limiar de realidade respiro e procuro 
bem no fundo do meu ser uma força que quase se apaga.

É por este amor complicado e simples
escarpado de beleza que me despojo das minhas necessidades
para vestir a pele os teus desejos.

Este amor
assumiu toda a minha consciência 
e a minha maneira de sentir, viver, sonhar.

Este amor profundo 
que me atravessa os sentimentos
e me faz sentir viva.

✽❣──────❀ღ✿────────•✤❥

Nenhum comentário:

Postar um comentário