terça-feira, 27 de maio de 2014

A lua...está linda
a noite engraçada
e cá estou eu, ainda
olhando a madrugada
escrevendo, uns versos
palavras meias, discretas
em pensamentos adversos
impensáveis, de tão patetas
deixa-me morder esta poesia
desabotoar a voz que me ama
mergulhar nas nuvens da magia
abraçar com força a minha dama
e apagar as luzes...de mais um dia
a noite é tão doce... quando se AMA
(Da linha do tempo de Cristina Costa)


Nenhum comentário:

Postar um comentário