sábado, 5 de julho de 2014

MOTE:

Natal é cidade boa,
Ninguém pode esquecer dela.

GLOSA:

Cana, caju, glosa,loa,
bate-papo na calçada,
caju, umbu, panelada
– Natal é cidade boa.
Pescaria de gamboa,
no Potengi uma vela,
na mulher graça singela,
violão, pranto, saudade,
se tudo isto é verdade,
ninguém pode esquecer dela!

Laélio Ferreira de Melo, poeta natalense
 
Foto: MOTE:

Natal é cidade boa,
Ninguém pode esquecer dela.

GLOSA:

Cana, caju, glosa,loa,
bate-papo na calçada,
caju, umbu, panelada
– Natal é cidade boa.
Pescaria de gamboa,
no Potengi uma vela,
na mulher graça singela,
violão, pranto, saudade,
se tudo isto é verdade,
ninguém pode esquecer dela!

Laélio Ferreira de  Melo, poeta natalense

Nenhum comentário:

Postar um comentário