sábado, 11 de outubro de 2014

O povo brasileiro, nas últimas décadas, obteve duas conquistas importantes: um Estado democrático com as instituições de direito e a estabilidade econômica. Há ainda uma terceira conquista fundamental a ser alcançada: a redução do tamanho e da interferência do Estado, devolvendo maior autonomia e liberdade ao cidadão. Somente desta forma teremos um ambiente menos propício à corrupção, permitindo maior geração de riquezas e melhor qualidade de vida para todos.
Gostaríamos muito de ir às urnas para eleger um candidato que se comprometesse com esta proposta. Infelizmente, no Brasil, essa iniciativa não é defendida de forma clara e com convicção por nenhum dos partidos políticos existentes - e por isso o NOVO está sendo criado. O momento, portanto, não é de avanços, mas deve ser, ao menos, de preservação. A democracia brasileira e o poder de compra da nossa moeda estão cada vez mais ameaçados por um governo que adota uma ideologia ultrapassada, é péssimo gestor e tem como objetivo se perpetuar no poder a qualquer custo.
Nesta situação, não podemos nos omitir. O projeto do PSDB não é o projeto do NOVO, mas preservar as conquistas obtidas é fundamental para progredirmos e implementarmos o modelo em que acreditamos.
No dia 26, vamos manifestar o nosso descontentamento com o que vivenciamos nos últimos anos. Vamos votar no candidato da oposição ao atual governo, Aécio Neves, e continuar trabalhando arduamente para tornar as ideias do NOVO conhecidas, entendidas e aceitas, transformando o Brasil em um país admirado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário