sábado, 22 de novembro de 2014

COSTA LEITÃO - PORPINO - RENATO CALDAS

Luiz Antônio Porpino - Marechal Porpa como é mais conhecido, foi funcionário do Banco do Brasil, agência de Assu. Isso, nos idos de sessenta. Na terra assuense, Porpino também lecionou matemática, salvo engano, no Ginásio Pedro Amorim, bem como militou na política local a favor de Aluízio Alves. Pois bem, certo dia, numa conversa amistosa na calçada da prefeitura daquele município, o prefeito Costa Leitão se aproximou daquela turma de amigos (Seu Costa era natural de Umbuzeiro, interior do alto sertão da Paraíba) e saiu-se com essas palavras para com Porpino, a título de gozação: - "Mas, o Assu é muito bom! Porpino chegou hoje nesta cidade e já é professor!" - Renato Caldas presenciou o ocorrido e não deixou para depois, mandou chumbo grosso em defesa do amigo Porpino, dizendo assim:

Disse Costa, é um horror
Até falta de decência
Na terra da inteligência
Porpino ser professor.
Mas, Porpino tem Valor
Respondeu do meus jeito:
"É muita imbecilidade
Do povo desta cidade
Fazer de Costa prefeito."

Em tempo: Esta estória não tem o objetivo de denegrir absolutamente a memória de Costa Leitão, tem apenas o sentido humorístico, até porque Costa é considerado como um dos melhores prefeitos do Assu.

Fernando Caldas

Nenhum comentário:

Postar um comentário