sábado, 8 de novembro de 2014

Meu Deus, que felicidade!
Considero-me feliz,
pois vivo da caridade
das caridades que fiz.
Renato Caldas

Nenhum comentário:

Postar um comentário