segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

"As mulheres que amei, que me amaram ou que simplesmente, por mim passaram são agora lembranças tocantes da minha pele e memórias vivas de um coração selectivo.
A memória da pele é breve comparada com a do coração (...)
Por isso estou certo de que vou continuar a sentir a teimosia e febril necessidade de um toque, de um afago, que liberte aquele aroma de flores do campo, que ainda não consegui esquecer.
Até no inverno da vida temos saudade das flores.
Aliás, sobretudo no inverno!"
______ João Morgado
em "Diário dos Infiéis"
Da linha do tempo/face de IA

Nenhum comentário:

Postar um comentário