domingo, 17 de maio de 2015

A TIA

Por João Lins Caldas

A tia velhinha
Se eu tenho essa tia
Se viva ela mora
Se canta baixinho

Rendendo cantigas
Serzindo lembranças
As mãos enrugadas
A pele sem brilho

A tia distante
Seu ar de bondade
Carícia na boca
Carícia nos olhos

A tia lembrada
Terá na memória
Lembrando comigo
Que eu lembro com ela
O passo, o conselho
da irmã recordada.

Ilustração do blog: http://tintasdasara.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário