sexta-feira, 19 de junho de 2015

Pastel de Tangará chega a Natal via Veneza

Publicação: 2015-06-04 00:00:00 | Comentários: 2

A+A-
Quem passa por Tangará, a 92 km de Natal, sabe que um dos programas obrigatórios é dar uma paradinha para saborear os famosos pastéis da cidade do agreste potiguar. O pastel de Tangará já uma instituição cultural e gastronômica do interior potiguar. Agora, moradores da capital e redondezas não precisam mais ir tão longe para degustar a iguaria: abriu há dois meses, no Tirol, a Pastelaria Veneza, filial da casa tangaraense, que serve o produto direto da filial, do jeito que os fãs do salgado gostam. 
Humberto SalesA versão natalense é cortesia do casal Ricardo e Flávia CortezA versão natalense é cortesia do casal Ricardo e Flávia Cortez

A versão natalense da Pastelaria Veneza é cortesia de Ricardo e Flávia Cortez. É um típico negócio de família. O irmão de Ricardo, Robson Cortez, trabalha com os pastéis de Tangará desde 1997, tendo se tornado uma marca famosa do petisco na cidade. “Quem sabe do meu parentesco com o Robson, sempre cobrava uma pastelaria aqui em Natal. A gente achou que agora era o momento de realizar esse pedido. A clientela natalense, ou de tangaraenses na capital, já nos agradeceu por não precisar mais viajar pra comer o pastel”, conta Ricardo. 

Massa regional 


E o que há de tão especial no pastel de Tangará? Segundo os conhecedores, é a combinação entre a massa – macia e crocante – e os recheios – suculentos e em boa quantidade. “Nosso pastel não é oleoso. Algumas pessoas perguntam se são feitos no forno, mas não são. É um segredinho da casa”, afirma Flávia. Além da qualidade, a ocasião também fez a fama do pastel. “Muita gente passa em viagem por Tangará, e todo mundo tem que parar pra comer alguma coisa. Por ser um lanche rápido, o pastel virou o petisco favorito. É também uma tradição”, ressalta Ricardo. 
Pasteis de sabores variados para degustar em um ambiente cheio de charme. Destalhe dos jogos americanos trazem xilogravuras. - Foto:Humberto Sales

Os recheios: há os tradicionais, que são os carne, carne de sol na nata, queijo coalho, e frango. Os doces, de cartola (banana, queijo de manteiga, açúcar e canela), Romeu & Julieta (coalho e doce de goiaba), e chocolate ao leite. Todos saem ao preço de R$3. Foram criados os especiais, para dar um toque “gourmet” à tradicional receita: queijo do reino, camarão, e palmito (creme de palmito com presunto). Estes saem a R$4,50. Além dos pastéis, a Veneza também conta com biscoitos caseiros (nata e maisena), açaís, sucos e cafés. 

A Pastelaria também fez questão de ressaltar suas raízes nordestinas. O espaço é todo decorado com adereços da região, como cordéis, estilingues, cabaças, sinos de boi, gaiolas artesanais, caçarolas, e outros elementos que remetem às bodegas do interior. A arte do cardápio também remete aos desenhos dos cordéis. O local tem espaço para até 25 pessoas, e também faz entregas. 

Serviço:

Pastelaria Veneza. Av. Romualdo Galvão, 1056, Tirol. Aberto de segunda à sexta, das 13 às 20h, e sábados das 15 às 20h. Tel.: 3201-6308 e 9845-7384. 

Fonte: Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário