quarta-feira, 3 de junho de 2015

POESIA

NORDESTINO
 
Oxente! Tenho orgulho de ser Nordestino
Varzeano, potiguar, norte-rio-grandense,
Onde a caatinga encontra o mar libertino 
Dando guarida a verve poética assuense.
Lá, quando o sol risca o céu raiando o dia, 
O caboclo mistura cuscuz com coalhada... 
E, ao retornar do trabalho com a enxada, 
Futuca seu dengo, na modesta moradia.

Autor: Ivan Pinheiro. 
Foto Ilustrativa: lendasdecaissa.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário