sexta-feira, 3 de julho de 2015

UMA "PALHINHA" DO MESTRE RENATO

Certa vez o poeta Renato Caldas tomou conhecimento que um determinado "amigo" estava usando seus versos para comercializar sem a sua permissão. Com vergonha de falar com o "sabido" lhe enviou esses versos:

FILHO DA... 


Fostes vender os meus versos
Eu não me admiro disto
Pois sei que tu és capaz
De vender o próprio Cristo
Se, não vendestes teu pai
Coração de besta fera
Foi porque a tua mãe
Nunca te disse quem era

Do arquivo de Ivan Pinheiro.
Imagem ilustrativa ramboiajocosa.blogspot.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário