sábado, 28 de novembro de 2015

Uma foto para a história


Mário Magalhães
Compartilhe
 Imprimir Comunicar erro
Por Jorge Araujo/Folhapress, a imagem que os historiadores do futuro não poderão ignorar
Por Jorge Araujo/Folhapress, a imagem que os historiadores do futuro não poderão ignorar

Há quem ama, quem odeia e quem não ama nem odeia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Digam o que disserem cabeças e corações, dificilmente uma imagem contará tanto sobre o poder no Brasil de 2015 como a de autoria do repórter fotográfico Jorge Araujo.
Publicada hoje no alto da primeira página da “Folha'', ela retrata, com o rosto de Lula, o impacto do noticiário desses dias.
A depender do que pensa e sente cada um, a interpretação diferirá.
Mas é inegável que o tempo de júbilo se perdeu pelo caminho.
Quando a meteorologia do poder e da política anunciava nuvens menos carregadas para Lula e seus correligionários, um deles, Delcídio do Amaral, precipitou chuvas e trovoadas.
Saiu a chuvica da Maju e sobrevieram furacões.
É coincidência curiosa que a foto seja de Jorge Araujo. Um dos mais talentosos fotógrafos brasileiros, ele acompanha a trajetória de Lula desde os tempos do sindicalismo. Tem _também_ no ex-presidente um grande admirador do seu trabalho.
Jorge eternizou a campanha da anistia com uma foto célebre, que lhe valeu o Prêmio Esso de 1979. Ei-la:


No futuro, quando quiserem saber como andava o ânimo de Lula nessa turbulenta quadra do século 21, a fotografia de Jorge Araujo valerá mais do que um montão de artigos e ensaios.
A controvérsia fica _e ficará_ na análise sobre o abatimento.
Ainda que Lula estivesse ontem, digamos, gripado, a imagem documenta seus dias bicudos.
De novo, Jorge Araujo fez uma foto para a história.
http://blogdomariomagalhaes.blogosfera.uol.com.br/

( O blog está no Facebook e no Twitter )

Nenhum comentário:

Postar um comentário