segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Lendo Freud eu descobri
A fábrica de fazer gente.
Fiquei meio desconfiado,
Curioso e até contente
Essa fábrica de fazer gente
É guardada em segredo.
Do umbigo pra baixo,
Um palmo, do cu
Pra cima três dedo.
Quem nunca foi lá, que ir.
Quem já foi perdeu o medo.

Renato Caldas

Nenhum comentário:

Postar um comentário