quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

POESIA:



CABOCLA

Cabocla, é uma tentação:
Esse teu belo gingado,
Com tudo encaixado
É um antro de perdição.
É da fogueira um tição,
É ouro de bom quilate,
Um balaio de chocolate
E, dentro, uma serpente,
Faminta, picando a gente...
Mate, mas não maltrate!

Autor: Ivan Pinheiro - Assuense.
Foto ilustrativa: www.perola-negra.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário