terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

O CASARÃO DA RUA DAS HORTAS

 
As portas do casarão
Da rua das Hortas
Foram fechadas.
Vazio e empoeirado
O casarão guardou consigo
As lembranças
Os risos
As lágrimas
Derramadas no seu chão.
Trancou os segredos
Vividos pelos mortos
E pelos viventes.
Na calçada alta de pedras
Ninguém para um adeus
De partida
Ou sorrir na chegada.
Nem sussurros das festas
Nem soluços dos velórios
Nem o canto das pastoras
Nas noites natalinas.
Agora, as noites silenciosas são entrecortadas pelo
Gemido das carnaúbas
Que sustentam suas telhas
Que não são mais iluminadas
Pelos balões de São João
Nem pelos fogos de artifícios.
O casarão da rua das Hortas
Fechado e empoeirado
Guarda o tempo
Com respeito e sabedoria.
E eu do meu canto
Choro em lamento
As lembranças do meu casarão.
 

Autor: J. A. Simonetti

Foto: Blog de Fernando Caldas.
Em tempo: O velho casarão (Rua Moisés Soares, nº 183) atualmente abriga a administração da Paróquia de São João Batista - Assu/RN. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário