segunda-feira, 4 de abril de 2016

Caiado representa hoje contra Dilma, Contag e MST por incitação a crime

Ronaldo-Caiado-size-598O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), vai ingressar nesta segunda-feira (4/4), com representação na Procuradoria-Geral da República contra a presidente Dilma Rousseff por incitação ao crime e prevaricação.
No documento, o parlamentar argumenta que a presidente da República incita e avaliza o crime ao permitir que líderes de supostos movimentos sociais usem o Palácio do Planalto para fazer ameaças de invasão de terras, além de difamar o juiz Sérgio Moro, responsável pelo processo da operação Lava-Jato.
Nesta sexta-feira (1/4), em cerimônia na sede do Poder Executivo, com a presença de Dilma Rousseff, o secretário de Finanças e Administração da Contag, Aristides Santos, proferiu ameaças a parlamentares de invasão de propriedades incluindo imóveis particulares e seus gabinetes no Congresso Nacional.
“Está configurado o aval a uma prática criminosa. Dilma Rousseff comete crime de prevaricação: tem conhecimento do crime e permite que ele aconteça. O Brasil todo sabe que o PT endossa invasões, assassinatos e sequestros. O que não imaginávamos é que haveria uma autorização explícita a crimes dentro do Palácio do Planalto com a presença da presidente da República. Dilma está estimulando a bandidagem dentro do Planalto ao declarar guerra ao direito de propriedade e incitar a invasão criminosa. O PT não é um partido, é uma organização criminosa”, avaliou o líder do Democratas.
“Nossa ação não será apenas contra os pelegos da presidente, mas contra figura da presidente que deixa claro que não tem condições morais e éticas para governar o país”, finalizou Caiado
Fonte: Miguel Amador grupo PSDB
 http://mspontocom.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário