terça-feira, 26 de julho de 2016

6 dicas para fazer qualquer pessoa gostar de você


6 dicas para fazer qualquer pessoa gostar de você

Aprenda técnicas de persuasão com o professor de psicologia, Jack Schafer, que trabalhou durante anos como agente especial do FBI.

Segundo o professor, a regra de ouro que permite agradar qualquer pessoa é fazê-la se admirar. Mas, diz, é preciso também ter charme pessoal para que funcione.
Incrível.club traz 6 dicas excelentes de Schaffer que foram aplicadas com sucesso em seu trabalho e em sua vida.
1. Cometa um erro
Quando Schafer começa um novo curso, ’acidentalmente’ comete um erro de pronúncia de uma palavra e permite que seus alunos o corrijam.
Este truque é usado para atingir três objetivos ao mesmo tempo. Em primeiro lugar, corrigir um erro de seu mestre, faz com que os estudantes se sintam mais confiantes. Em segundo, eles começam a se comunicar mais abertamente com o seu mentor. E, em terceiro, permitem-se errar.
Este truque pode ser usado para qualquer um.
Cometer erros mostra que você não é perfeito, permite que as pessoas lhe corrijam. E isso é bom para elas.
2. Fale com as pessoas sobre elas
Estamos muito ocupados com nós mesmos e temos muito pouco interesse nos outros. No entanto, para agradá-las, você tem de mostrar interesse verdadeiro por elas.
«Você vai fazer mais amigos em dois meses, se se preocupar com as pessoas, do que em dois anos, se você esperar que se preocupem com você». (Dale Carnegie, escritor americano)
«Quando as pessoas falam sobre si mesmas, não importa se pessoalmente ou em redes sociais, são ativados os mesmos centros de prazer no cérebro que ​quando comemos um delicioso prato ou obtemos dinheiro.» (Robert Lee Holtz, colunista do The Wall Street Journal)
Estas duas frases mostram como é importante conversar com os outros sobre seus assuntos pessoais para ganhar confiança. Pergunte sobre sua família, biografia, filhos, sua opinião sobre um ou outro assunto. Sua gratidão (às vezes inconsciente) é garantida.
3. Faça um elogio na terceira pessoa
Às vezes, elogios diretos soam muito intrusos. Muitas pessoas não estão dispostas a aceitá-los ou se sentem desconfortáveis. Nestes casos, o melhor é usar um elogio em terceira pessoa.
Por exemplo, se você quer pedir um favor a sua companheira Olga e lhe disser: «Olga, a propósito, o chefe de recursos humanos disse que você é a funcionária mais responsável de nossa empresa».
Não necessariamente tem de elogiar suas qualidades profissionais; você pode se concentrar nas pessoais. Por exemplo, «Olga, o chefe de recursos humanos até hoje se lembra dos deliciosos bolos que você preparou para seu aniversário».
4. Não se esqueça de se mostrar compadecido
Toda pessoa se sente bem quando a escutam atentamente e compartilham suas emoções. Claro, se alguém começa a falar sobre como foi difícil o seu dia, você não tem que chorar: «Oh, que horrível, coitado». Especialmente se for seu chefe.
Uma frase como «Sim, você teve um dia difícil. Todos nós passamos por isso» é mais do que suficiente. Se alguém diz que conseguiu terminar uma tarefa difícil, você pode resumir desta forma: «Parece que hoje tudo correu bem!».
Temos de convencer o nosso interlocutor de que compartilhamos dos seus sentimentos e o compreendemos. Além disso, se você tentar apoiar alguém, não deve repetir as suas palavras literalmente. Seu parceiro perceberia e tomaria a repetição como falsidade.
5. Peça favores
Uma famosa frase de Benjamin Franklin diz: «Aquele que uma vez ajudou você com mais disposição, vai voltar a ajudá-lo, isso é mais certo do que esperar auxílio de quem você ajudou». O fenômeno é conhecido como o efeito de Benjamin Franklin. A pessoa, fazendo um favor para o outro, cresce em seus próprios olhos. Isto é, se você quiser agradar alguém, é melhor você não fazer um favor, mas pedir um. Obviamente, não deve abusar da boa vontade da outra pessoa.
Como engenhosamente observou Franklin, «as visitas são como peixes, começam a cheirar mal no terceiro dia». O mesmo se aplica àqueles que pedem favores com muita frequência.
6. Faça a pessoa se elogiar
A diferença entre uma cortesia e um agrado é muito sutil, por isso é melhor fazer seu interlocutor se elogiar. Por exemplo, alguém lhe diz algo como «Trabalhei dia e noite para terminar este projeto.» Você pode dizer: «Sim, foi preciso muita determinação para isso.» É quase certo que o seu interlocutor responderá algo como «Sim, tive de me esforçar para apresentá-lo a tempo. Certamente, trabalhei muito bem».
A capacidade de fazer uma pessoa se elogiar é ótima. Pratique-a, pois fará com que as pessoas se sintam bem e certamente elas vão gostar disso.
Estas dicas não são um apelo à hipocrisia. Só queremos ajudá-lo a viver em paz com os outros e fazê-los sentir-se bem.

Fonte: Jack Schafer «The Like Switch»
Tradução e adaptação: Incrível.club

Nenhum comentário:

Postar um comentário