quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

PRECISO ENTENDER A JUSTIÇA -- Não vou falar da minha própria história (coisa que pretendo fazer de outra forma e muito em breve). Por enquanto fico apenas com a dúvida seguinte: 
1. um juiz negou habeas-corpus a Eike Batista, que estava fora do Brasil, e voltou por conta própria para se apresentar quando soube da decretação de sua prisão preventiva. O juiz entendeu que ele é muito traquinas para ficar solto, mesmo que não tenha sido condenado, nem denunciado formalmente ainda;
2. outro juiz mandou que soltassem um indivíduo, cujo nome não sei, mas a quem as notícias se referem como "o número 2 do PCC", com uma penca de crimes de morte nas costas, processo já em curso, julgamento marcado para mais uns 30 dias. Essa "autoridade" recebeu ordem de soltura, para aguardar julgamento em casa.
Não estou dizendo que esse ou aquele juiz está certo ou errado. Eu até sei que tudo deve ser decidido caso a caso, com base no que consta nos autos e que cada processo é um universo em si, que não se comunica com outros, e que, como dizem os advogados, "o que não está nos autos não está no mundo" (às vezes).
Não estou, portanto, acusando. Estou apenas registrando a minha perplexidade e confessando a minha ignorância, pois não consigo entender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário