quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Dono do Hotel Reis Magos vem a Natal discutir projeto

O fundador do grupo Hotéis Pernambuco, José Pedroza, virá a Natal até a próxima semana discutir o detalhes do projeto que promete transformar o que restou do hotel Reis Magos, localizado na praia do Meio, num centro comercial e num hotel cinco estrelas. O novo projeto, que já foi apresentado à Secretaria de Turismo de Natal, deverá ser protocolado junto à Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) até março, segundo informou. 

Adriano AbreuNatalenses querem preservar arquitetura e história do hotel construído em Natal nos anos 1960Natalenses querem preservar arquitetura e história do hotel construído em Natal nos anos 1960

O hotel está abandonado há anos e chegou a ter a demolição questionada no último mês pelo Instituto dos Amigos do Patrimônio Histórico e Artístico Cultural e da Cidadania do Estado do Rio Grande do Norte (IAPHACC), que reivindicava o tombamento do edifício.

O pedido do Instituto foi negado pela Justiça e agora o grupo, segundo Pedroza, quer saber o que poderá ser executado nesse primeiro momento e o que terá de ficar para uma segunda fase. O centro comercial com 220 lojas e estacionamento para 300 veículos, de acordo com ele, poderá ficar pronto ainda em 2015, dependendo do tempo de análise do projeto. As obras devem começar em 2014 e durar cerca de 18 meses.

Já o hotel cinco estrelas só poderá ser erguido sobre o centro comercial depois que o Plano Diretor da cidade, que disciplina o uso do solo e impede a construção de edifícios na área do Reis Magos, for revisado. “Nós já deixaremos as fundações do hotel prontas para erguê-lo quando o Plano Diretor permitir”, explicou o empresário.

O grupo, que tem investido na reforma de hotéis e na construção de um spa em Pernambuco, espera investir até R$ 103 milhões no novo projeto. A primeira fase, que será executada independente da revisão do Plano Diretor da cidade, exigirá da empresa um aporte de R$ 40 milhões.

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Natal, Aírton Pinheiro, indeferiu esta semana a liminar apresentada pela 41ª Promotoria de Justiça que ajuizou Ação Cautelar para que a Prefeitura não conceda licença ou autorização para a demolição do Hotel Reis Magos, localizado na Praia do Meio, zona Leste de Natal, até o julgamento do mérito a respeito da questão.

Aírton Pinheiro rejeitou o argumento de que a capital iria perder um patrimônio arquitetônico e afirmou, em sua decisão, que a transformação do local em uma área comercial irá ‘conferir destinação útil a um bem abandonado’. O projeto, segundo ele,  “representa um importante instrumento na retomada do processo de reurbanização da Praia do Meio, atraindo outros empreendimentos para a região e promovendo a melhoria da infraestrutura”. O novo projeto do grupo foi apresentado em Recife no início do mês em reunião com representantes da Secretaria de Turismo de Natal.

Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário