sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

A noite abre as suas praças solitárias
e em todas as solidões
eu te procuro.
*Sophia de Mello Breyner Andresen

Nenhum comentário:

Postar um comentário