quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

DIMINUIÇÃO DO NÍVEL DA BARRAGEM DEIXA À MOSTRA RESTOS MORTAIS NO CEMITÉRIO DA ANTIGA SÃO RAFAEL

A seca que atinge a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Vale do Assu, fez reaparecer as ruínas da antiga cidade de São Rafael, que foi coberta pelas águas do reservatório artificial. A visão do que sobrou da antiga igreja, da praça central, da rua principal e de outros prédios, tem levado muita gente à antiga cidade. Porém, completamente fora d’água, o ponto mais visitado das ruínas da velha São Rafael, é o cemitério, onde podem ser vistos túmulos e catacumbas, além de restos mortais de pessoas que foram sepultadas naquele campo santo. 
Quando da construção da nova São Rafael, muitos restos mortais foram retirados do cemitério para serem depositados em urnas no novo cemitério, porém com a força das águas, empurradas pelo vento, catacumbas são derrubadas, deixando a mostra restos mortais que, de acordo com o que foi acordado entre a população e o DNOCS, deveriam ter sido retirados dali e depositados no novo cemitério. 
Em conversa com pessoas que acompanharam a retirada dos restos mortais, elas disseram, que homens eram contratados pelo órgão, para a retirada, porém, como se tratava de um trabalho macabro, eles faziam uso de bebida alcoólica e deixavam para trás partes dos corpos, o que agora fica à mostra devido a ação da água.
Fotos e texto (transcrito na íntegra) do Blog Adailton Amorim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário