sexta-feira, 20 de março de 2015

CULTURA:


Aconteceu ontem (17), durante a realização do II Seminário Educação do Campo, promovido pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), o lançamento do documentário ‘Mulheres da Lama’.
A produção do documentário é dos estudantes do curso de licenciatura Educação do Campo, Francisco Bezerra e Chagas Santos, sob a coordenação do professor Luiz Gomes. No filme é retratada a vida dentro do mangue de dona Terezinha de Jesus, uma senhora de 82 anos, que passou a vida dela catando mariscos em Porto do Mangue.

Produzido de forma artesanal, o documentário com 30 minutos de duração, surgiu a partir da elaboração de um artigo científico.

Presente na sessão de estreia, a protagonista do filme ‘Mulheres da Lama’, dona Terezinha de Jesus, aprovou e gostou de se ver no filme. “Achei muito bonito”, afirmou. Ela trabalha diariamente desde 1950 no manguezal do rio das Conchas, em Porto do Mangue, e de lá tira o sustento de toda a família.

A marisqueira revelou que acorda de madrugada, por volta das 3h, atravessa o rio sozinha, remando uma canoa para catar búzios, que é a fonte de renda e de alimento de toda a família.

No final da sessão de estreia, a protagonista do documentário recebeu das mãos do reitor José de Arimatea e do diretor do filme, Francisco Bezerra, uma comenda relativa ao lançamento da peça audiovisual.
Transcrito do 'Rabiscos do Samuel'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário