quarta-feira, 29 de abril de 2015

Não reconheço quem fui,
apenas aquilo que não sou,
e sou tão pouco.

Cristina Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário