sábado, 19 de dezembro de 2015

ASSÚ
 
O livro 'A DIOCESE DE MOSSORÓ' (2 de fevereiro 1936 - 2 fevereiro 1939) sobre a Paróquia do Assú trouxe:
Município: Assú
Matriz: São João Batista
Vigário: Padre Júlio Alves Bezerra
População: 36.443 habitantes
Superfície:   3.187 Kms²
Limites: Confina a leste com as freguesias de Macau, Angicos e Santana do Matos, da Diocese de Natal; ao Norte com o Oceano; a Oeste com as de Areia Branca, Coração de Jesus e Campo Grande, e ao Sul com a de São Miguel de Jucurutu (Diocese de Natal). 

A próspera e simpática cidade de Assú, sede da paroquia onde o visitante fica gratamente impressionado pelo caráter acolhedor dos habitantes, teve sua origem em uma aldeia de índios dirigida por missionários Jesuítas, primeiros europeus chegados aqueles lugares. 
Em 1726 foi criada a freguesia de São João Batista neste povoado, que os aborígenes denominavam Taba Assú (Aldeia Grande) e a qual foi dado, por ato oficial em 1831, o nome de Villa da Princesa. Não havendo obtido aceitação esta mudança de nome, voltou a sua antiga denominação, agora simplificada, sendo oficialmente designada, até hoje, com o nome de Açú ou Assú. (...).

A Matriz é um amplo e confortável templo com bons e interessantes altares, sendo magnifico o altar mor, construído por iniciativa do Reverendo Padre Irineu Octávio de Salles, vigário interino de 1901 a 1904. (...)

Foram realizadas ultimamente as seguintes obras:
Na Matriz, foram abertos dois arcos, um de cada lado do arco mor; quatro arcos na capela-mor, deixando o altar isolado; foram dotados de piso de mosaico e forradas, as duas sacristias e realizada uma limpeza interna completa e pintura dos altares. Na Casa Paroquial, remodelação da fachada com alteamento das portas e janelas.  (Páginas 125, 126, 127 e 128).

Foto: Livro A Diocese de Mossoró (1939). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário