domingo, 24 de abril de 2016

Senhor dos Mundos.
Fabricio Neto
Tu, que vives
no canto imortal
das aves e dos pássaros.
Que estás presente
nos raios solares,
que preenche o universo,
a distância imaginária,
iluminando todos
os planetas e galáxias,
conhecidas ou não.
Tu, que és
uma constante,
na vós inconcusso
do murmurar
das cachoeiras,
propagando mensagens
para toda a infinitude
dos cosmos.
Tu, que habitas
no silencio
das clausuras
e nas algazarras
das massas incontidas.
Tu, que se fixa
no sorriso inocente
de uma criança,
e faz apologia
na sabedoria
dos idosos.
Tu, que és
a tristeza, a alegria,
a miséria, a riqueza,
o temor, a bravura.
a prepotência, a humildade,
a lealdade e o amor.
Tu, que representas
a grandeza infinita
da mãe natura,
a beleza incomensurável
dos mundos incontáveis,
das incontáveis galáxias.
Tu, que és
bondade,
amparo e guarida.
Tu, por índole,
és fraterno,
És amor, em tua essência,
És a própria imortalidade,
És um Ser Criador.
És o Senhor dos Mundos.
Natal, 11\04\2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário