FERNANDO CALDAS - SOBRE TUDO

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
Nas Asas da Vida
2 d

Rio e em mim navego

Eu sou só
para olhar ao meu redor
para limpar a mágoa
para bater os tapetes
para florir o jardim

eu sou só
para abrir as cortinas
para erguer os olhos
para virar a mesa
para chorar por mim

eu sou só
para visitar sorrisos
para aquecer o corpo
para arrumar a cama
para abraçar silêncios

eu sou só
para navegar os ventos
para por roupas no varal
para colorir meus dias

eu sou só
e visito diariamente
meus instantes comuns
simbioticamente eu e eu

onde só a poesia
é sinal de companhia

Adriane Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

  Nas Asas da Vida Poema perdido no jardim Eu só queria mãos que me ajudassem arrumar jardins eu só queria braços que me protegessem eu só q...