sexta-feira, 1 de agosto de 2014

UMA ESTÓRIA GRACIOSA DE RENATO CALDAS



No início da década de sessenta, o deputado Edgard Montenegro, candidato a sua reeleição, foi a Santa Luzia, então distrito de Assu, atual e próspero município de Carnaubais/RN, participar de uma concentração pública. Na sua comitiva, o afamado poeta Renato Caldas. Edgard já conhecendo aquela figura irreverente, precavido, logo que chegou naquela localidade ordenou o seu motorista ir direto para casa do seu amigo e correligionário Joel Siqueira, para deixar Renato esperando até terminar o comício que seria realizado no distrito de Entroncamento. Renato, querendo tomar 'umas e outras', disse para dona Zulmira, esposa de Joel, o seguinte: "Dona Zulmira, eu tô com umas palpitações no meu coração. Eu vou ali na rua ver se compro um remédio!". "Seu Renato. Dizem que uísque é muito bom pro coração! Você quer tomar?" Perguntou dona Zulmira ao poeta boêmio. Renato não deixou para depois, soltando essa: "Zulmira. Você acabou de salvar uma vida!" E o poeta tomou um litro de uísque sozinho, embriagando-se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário